Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

entre aspas

"Sempre conservei uma aspa à esquerda e à direita de mim"

entre aspas

"Sempre conservei uma aspa à esquerda e à direita de mim"

é sobre o rio...

Janeiro 21, 2018

 

 

image.jpeg

 

É sobre o rio que me vejo inteira e nua
debruçada sobre as pedras a lavar lençóis de mágoa,
memórias desbotadas de gritos sem sentido
restos de sonhos que o tempo amarrotou.

 

É do rio que me vem com as marés
o cheiro a mar aberto a vento e chuva fria,
que um dia me revolveu e encharcou
as asas com que já não sei voar como sabia.

 

É no rio que desaguo a raiva de ter sido
a ponte entre margens que não quis perder,
perdulária do tempo da certeza
e me encontro de novo e nova em mim.

 

Ana Oliveira

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D